28 agosto 2014

Amadurecer

28 agosto 2014

É difícil dizer se alguém tem ou não maturidade,muitas vezes eu olho as atitudes,mas nem sempre dá tão certo isso.
Conheço muitas pessoas que jogam bolinha de papel nos outros e brincam de lutinha e mesmo assim tem muita responsabilidade com as coisas da vida e conheço outras pessoas que não fazem esse tipo de brincadeira,mas não são nem um pouco maduras.
Eu fico no meio termo,para alguns assuntos eu sou bem madura,mas eu ainda perco muito dinheiro que coloco no bolso e sem contar a chave de casa,não sei se isso é comparado com maturidade,mas de certa forma ainda acho que para certas coisas eu não tenho tanta responsabilidade.
Tá eu não me julgo por isso e nem critico os outros.
Só tenho 16 anos,não preciso necessariamente saber tudo de uma vez,eu ainda vou aprender a guardar troco das compras na carteira e não no bolso,eu ainda vou aprender a guardar a chave de casa no bolso de dentro da bolsa e não no de fora e por aí vai.
Aos poucos,irei me tornando uma garota diferente,só não posso me apressar,cada coisa tem seu determinado tempo.

24 agosto 2014

Minha melhor idéia

24 agosto 2014

Há poucos dias me peguei pensando no porque do começo do meu blog,desde de nova eu sempre gostei de escrever o que sentia no papel,nem sempre todas palavras faziam sentido,com o passar do tempo decidi aprofundar isso,eu estava apaixonada e queria muito escrever o que eu sentia,daí veio o blog,mas depois do amor,os posts passaram a ser escritos com o título de desilusão amorosa,então de uma certa forma,o blog começou mesmo quando passei por tudo isso.
Não me arrependo nenhum segundo de ter criado esse papel eletrônico público escrito meus sentimentos,foi a forma que encontrei de diminuir a dor que assombrava meu coração.
Eu nunca fui de acreditar na tal frase "o tempo cura tudo",não sei porque mas sempre criei minhas próprias teorias,e essa frase nunca me impressionou.
Talvez o tempo até curasse,mas com a cura ele trazia sempre uma pontada de saudade que a cada dia ficava maior.Não há sentimento tão doloroso como a saudade,ela se mistura entre o amor e raiva o que torna mais difícil de passar e muitas vezes não passa.
É claro que eu sempre quis excluir alguns sentimentos negativos,mas e se as lembranças boas fossem juntas? Não teria tanta graça assim.
Eu ainda procuro por respostas pela criação desse blog,mas sei que mesmo sem respostas,foi uma das minhas melhores idéias até hoje.